Lançado no Brasil com o título 'Minha história', livro superou desempenho das memórias de Hillary Clinton, Bill Clinton e George W. Bush. Ex-primeira-dama está em turnê de divulgação.

O livro “Becoming”, autobiografia de Michelle Obama, ex-primeira-dama americana, vendeu 2 milhões de cópias em 15 dias nos Estados Unidos e no Canadá, informou nesta sexta-feira (30) a agência de notícias Associated Press, que cita como fonte a editora Crown Publishing.

O número leva em conta tanto edições em capa dura e quanto as versões digital e audiolivro audiolivro.

Lançado em 13 de dezembro no mundo todo (no Brasil, o volume ganhou o título de “Minha história” e saiu pela Objetiva), a livro de Michelle Obama teve desempenho inicial superior ao das memórias de outra ex-primeira-dama, Hillary Clinton, cita a AP. “Living History” precisou de um mês para chegar a 1 milhão de cópias.

Já “My life”, autobiografia do ex-presidente Bill Clinton, chegou rápido a 1 milhão, mas levou mais tempo para alcançar 2 milhões. Outro exemplo citado pela agência é “Decision points”, do também ex-presidente George W. Bush, que precisou de várias semanas para vender 2 milhões.

De acordo com a AP, a versão em inglês de “Becoming” tem agora 3,4 milhões de exemplares em capa dura em processo de impressão.

Capa do livro 'Minha história', autobiografia de Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos — Foto: Divulgação/Objetiva
Capa do livro ‘Minha história’, autobiografia de Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos — Foto: Divulgação/Objetiva