Banda lança tema instrumental em que harmoniza efeitos eletrônicos com guitarras baianas para celebrar os 70 anos da invenção de Dodô & Osmar.

Foto: Cartaxo / Divulgação
Foto: Cartaxo / Divulgação
Capa do single 'Corrida elétrica', da BaianaSystem com Armandinho — Foto: Cartaxo
Capa do single ‘Corrida elétrica’, da BaianaSystem com Armandinho — Foto: Cartaxo

Resenha de single

Título: Corrida elétrica

Artistas: BaianaSystem e Armadinho Macedo

Compositores: Armadinho Macedo, Roberto Barreto, Russo Passapusso e Sekobass

Gravadora: Máquina de Louco

Cotação: * * * *

♪ Na Bahia, o Carnaval de 2020 marca sobretudo a celebração dos 70 anos do trio elétrico. Foi na folia de 1950 que Adolfo Nascimento (1920 – 1978), o Dodô, e Osmar Macedo (1923 – 1997) conectaram o som de alguns instrumentos à bateria de automóvel para animar a festa em Salvador (BA) com o toque de frevos.

Entre esses instrumentos, havia um protótipo de guitarra baiana, então denominada pau elétrico. A invenção eletrizante de Dodô & Osmar deu tão certo que foi aprimorada e industrializada, virando marca do Carnaval da Bahia.

Filho de Osmar, o músico Armandinho Macedo – ás da guitarra baiana e do bandolim – é herdeiro musical da dupla. Essa herança legitima e valoriza a conexão da banda BaianaSystem com Armandinho no single Corrida elétrica, lançado nesta sexta-feira, 14 de fevereiro.

Ao celebrar os 70 anos do Trio Elétrico, a BaianaSystem atualiza e ao mesmo tempo reverencia o som dos primórdios da eletrificação da música baiana com tema instrumental calcado na sintonia entre Armadinho e Roberto Barreto, dois heróis da guitarra baiana de gerações e estilos distintos.

Em passo frenético, Corrida elétrica abre mão da voz de Russo Passapusso, mas o cantor da BaianaSystem formatou o single, assinando com o baixista Sekobass o arranjo e a produção musical da faixa mixada por Dudu Marote e masterizada por Issy Sasaki.

As células rítmicas da septuagenária estética musical soteropolitana se amalgamam em Corrida elétrica com beats eletrônicos – com direito a efeitos produzidos por Dudu Marote – sem anular o protagonismo do duelo amigável entre as guitarras baianas de Armandinho e Roberto Barreto.

Composição inédita creditada Armadinho Macedo, Roberto Barreto, Russo Passapusso e Sekobass, Corrida elétrica promove interessante diálogo contemporâneo com o som de passado ainda tão presente no circuito carnavalesco da Bahia.

Com Corrida elétrica, a BaianaSystem apressa o passo para ir atrás do trio, contribuindo para renovar som ainda e desde sempre moderno e eletrizante. O futuro não demora