Foto: Fabiano Santos / Divulgação
Foto: Fabiano Santos / Divulgação

Enquanto se prepara para gravar álbum previsto no contrato assinado com a gravadora Sony Music no segundo semestre de 2019, a banda carioca Detonautas Roque Clube reforça a conexão com o universo do hip hop.

Oito meses após lançar single com o rapper carioca Pelé MillFlows, Ilumina o mundo, Tico Santa Cruz (voz), Renato Rocha (guitarra), Fábio Brasil (bateria), DJ Cleston (percussão e programações), Phil (guitarra) e André Macca (baixo) se juntam com o rapper fluminense Mozart MZ em gravação inédita.

MZ é o convidado do grupo no single O que tiver de ser, programado para aportar nas plataformas de áudio em 17 de janeiro. Nascido em São Gonçalo (RJ), MZ é o parceiro de Tico Santa Cruz e de Vitor Wao na composição de O que tiver de ser.

Capa do single 'O que tiver de ser', da banda Detonautas — Foto: Divulgação
Capa do single ‘O que tiver de ser’, da banda Detonautas — Foto: Divulgação

Música inédita, O que tiver de ser foi gravada com produção assinada por ASigla, coletivo integrado por Wao.

O que tiver de ser lembra a atmosfera dos anos 90, com linguagem urbana e levada dançante”, conceitua Tico Santa Cruz em nota oficial sobre o single que apresentará a primeira música inédita da banda Detonautas Roque Clube desde maio de 2019.