Produzido por Rafael Ramos, disco 'Planeta fome' tem lançamento previsto para setembro.

Em 1953, Elza Soares ainda era mais uma na multidão quando decidiu tentar a sorte como cantora no programa Calouros em desfile, apresentado pelo multimídia Ary Barroso (1903 – 1964) na rádio Tupi.

Ferino, ao se deparar como a caloura vestida com trajes pobres, Ary tentou ridicularizar Elza com a pergunta “De que planeta você veio, minha filha?”. Já dura na queda, a aspirante a cantora rebateu de imediato: “Do mesmo planeta que o senhor, Seu Ary. Do planeta fome”.

Após driblar a crueldade do apresentador, Elza deu outro golpe certeiro em Ary Barroso ao soltar a voz para defender o samba-canção Lama (Paulo Marques e Aylce Chaves, 1952), música que a cantora carioca Linda Rodrigues (1919 – 1997) havia lançado em disco no ano anterior com sucesso retumbante. Elza ganhou a nota máxima no programa de calouros.

Decorridos 66 anos, a cantora de 89 anos evoca essa primeira vitória profissional no título do 34º álbum da carreira, Planeta fome.

Produzido por Rafael Ramos, o álbum Planeta fome tem lançamento previsto para setembro, sucedendo Deus é mulher (2018) na discografia de Elza Soares.