Apresentadora e ex-modelo se emocionou ao falar sobre proximidade do parto. 'Quero poder amamentar meu filho desde o começo, dar um abraço nele'.

Mariana Weickert com a filha Theresa — Foto: Reprodução/Instagram
Mariana Weickert com a filha Theresa — Foto: Reprodução/Instagram

Na reta final da gravidez de seu segundo filho, Mariana Weickert testou positivo para Covid-19. A apresentadora e ex-modelo fez uma série de vídeos em suas redes sociais para confirmar o diagnóstico.

“Carinha de doente por aqui, né? Pois é, sim, testei positivo. Eu e todas as pessoas da minha casa”, afirmou Mariana, que também é mãe de Theresa, de 2 anos e meio.

“Estamos todos bem. Ficamos muito assustados com diagnóstico, até porque a gente está na reta final da gravidez, 38, 39 semanas. Cuidei muito, a gente era a família ‘noinha’, inclusive o pessoal da nossa família nos enchia o saco, dizendo que estávamos neuróticos, lunáticos… Mas sempre achei melhor pecar pelo excesso de zelo, ainda mais com a gravidez, com a Theresa, enfim.”

Mariana diz não ter ideia de como foi contaminada com a doença, pois, segundo ela, estava respeitando as regras do isolamento social. “A gente não sabe como pegou, porque a gente estava em isolamento absoluto, extremamente cautelosos. A gente realmente não entende.”

A apresentadora afirmou que a família está bem e com sintomas brandos. Sem citar nomes, disse ainda que um deles está assintomático.

“É até perturbador, porque não sente absolutamente nada e está com Covid-19. Eu estou um pouquinho mais mole, fanha, um pouco constipada, mas nada dos sintomas que tinha ouvido falar de tosse seca. Um pouquinho de dor de cabeça… continuo comendo igual uma capivara raivosa, isso se chama mais ansiedade ainda, mas como sem sentir o gosto.”

“Agora é esperar que Felipe seja preguiçoso, tanto quanto a Theresa, e venha perto das 41 semanas. Quanto mais tempo a gente tiver até dar tempo do vírus sair, da gente criar os anticorpos e testar de fato negativo, melhor pro parto.”

Mariana se emocionou ao falar sobre a proximidade do parto. “Não quero nunca passar pra ele. Quero poder amamentar meu filho desde o começo, desde o dia 1, dar um abraço nele.”