Segundo comunicado, ideia da banda Revolta, formada por ícones do cenário metal brasileiro, 'veio de um sentimento em comum de não aceitação do que vem acontecendo no Brasil'.

Ícones do cenário do metal brasileiro se uniram para formar a superbanda Revolta. — Foto: Reprodução/Instagram
Ícones do cenário do metal brasileiro se uniram para formar a superbanda Revolta. — Foto: Reprodução/Instagram

Ícones do cenário do metal brasileiro se uniram para formar a superbanda Revolta.

João Gordo (Ratos De Porão), Prika Amaral (Nervosa), Moyses Kolesne (Krisiun), Guilherme Miranda (Entombed A.D. e KroW), Castor (Torture Squad) e Iggor Cavalera (Cavalera Conspiracy e MixHell) estão juntos no projeto anunciado nesta segunda-feira (28).

No mesmo dia, a banda divulgou o primeiro single, “Hecatombe Genocida”. “Cantar em português é muito importante para que a mensagem seja compreendida”, afirma João Gordo.

“A ideia de juntar um integrante de cada uma das maiores bandas do cenário metal brasileiro veio de um sentimento em comum de não aceitação do que vem acontecendo no Brasil. A vontade de se expressar e de protestar em forma de música é algo importante num momento como esse, o músico canta o que sente, o músico toca o que afeta ele”, informa o grupo em comunicado de anúncio.

 

Ver essa foto no Instagram

 

REVOLTA é formado por: VOCAL – @jgordo João Gordo ( @ratosdeporao ) VOCAL – Prika Amaral @prikaamaral (@nervosathrash) GUITARRA – @guilhermemirandaofficial (@entombed.adofficial e @krowmetalzone ) GUITARRA – @moyseskrisiun (@krisiun ) BAIXO – @castor.ts (@torture_squad ) BATERIA – Iggor Cavalera (@cavaleraconspiracybr e @mixhell A idéia de juntar um integrante de cada uma das maiores bandas do cenário metal brasileiro veio de um sentimento em comum de não aceitação do que vem acontecendo no Brasil. A vontade de se expressar e de protestar em forma de música é algo importante num momento como esse, o músico canta o que sente, o músico toca o que afeta ele. É necessário falar sobre isso, arte é livre de regras, a liberdade ainda existe e esse projeto vai falar sobre a visão e sentimentos de assuntos atuais. Prika Amaral (Nervosa) comenta: “Não se trata só de política, e sim de respeito ao próximo e respeito a todas as vidas”. Confiram o vídeo lançado no link na bio Redes sociais: facebook.com/revoltabanda instagram.com/revoltabanda Contato: revolta20666@gmail.com #revolta #hecatombegenocida #metalbrasileiro #metal #thrashmetal #deathmetal #crossover #protesto

Uma publicação compartilhada por REVOLTA (@revoltabanda) em

“É necessário falar sobre isso, arte é livre de regras, a liberdade ainda existe e esse projeto vai falar sobre a visão e sentimentos de assuntos atuais.”

“Não se trata só de política, e sim de respeito ao próximo e respeito a todas as vidas”, completa Prika Amaral, que divide o vocal da banda com João Gordo.