Lee Daniels escreveu no Twitter que ator não retorna para a nova temporada da série após polêmica sobre falsa acusação de crime de ódio.

O ator Jussie Smollett não retornará ao programa de televisão “Empire”. A informação foi dada por Lee Daniels, criador da série, confirmando publicamente pela primeira vez que o contrato do ator foi rescindido depois da polêmica envolvendo o fato de que ele teria comunicado falsamente ter sido vítima de um crime de ódio.

Lee respondeu uma informação publicada pela revista Variety, que dizia que os roteiristas estariam discutindo cenários nos quais o personagem de Smollett voltaria à série no final da sexta temporada.

“Isso não é real. Jussie não estará de volta em Empire”, escreveu Lee no Twitter.

Smollett, de 36 anos, iniciou uma escândalo ao comunicar à polícia em janeiro que teria sofrido um ataque de dois apoiadores do presidente norte-americano Donald Trump. O ator afirmou na época que os dois teriam colocado uma corda em seu pescoço enquanto gritavam ofensas racistas e homofóbicas em uma rua de Chicago.

A polícia de Chicago depois acusou Smollett de ter inventado o ataque, mas o ator manteve sua versão dos fatos e, em março, os promotores dispensaram as acusações criminais contra ele.

Smollett interpretava o cantor e compositor homossexual Jamal Lyon na série que conta a história de uma família envolvida na indústria musical do hip-hop. O ator foi retirado dos últimos episódios da quinta temporada da série no início do ano.