DJ fluminense que acabou se tornando funkeiro em 2018, egresso de eventos como Baile da Gaiola, Kevin o Chris – nascido Kevin de Oliveira em Caxias (RJ) em 5 de dezembro de 1997 – atravessou 2019 em ascensão.

O lançamento de EP com as primeiras quatro gravações do álbum ao vivo e DVD Evoluiu fecha o melhor mês do melhor ano da trajetória ainda curta do cantor e compositor de quase 22 anos.

Primeiro registro audiovisual de show da carreira de Kevin, o show Evoluiu foi captado em 7 de novembro – em apresentação do artista em casa de shows da zona oeste da cidade do Rio de Janeiro (RJ) – um dia após a edição de remix da música Ela é do tipo ter projetado Kevin além do nicho funkeiro pelo fato de o remix ter promovido a união do cantor com ninguém menos do que Drake (com direito ao rapper canadense arriscar cantar versos em português do refrão do funk na velocidade de 150 BPM).

Kevin o Chris e Ferrugem na gravação da música 'Romance proibido' — Foto: Felipe Braga / Divulgação
Kevin o Chris e Ferrugem na gravação da música ‘Romance proibido’ — Foto: Felipe Braga / Divulgação

Disponível desde quinta-feira, 28 de novembro, o EP Evoluiu parte 1 apresenta gravações ao vivo das músicas Romance proibido (cantada por Kevin com o pagodeiro Ferrugem), Rola os dados (com participação do cantor paulistano Gaab), Na onda (com o DJ Orochi) e a composição-título Evoluiu (com Sodré e DJ Juninho 22).

Outros números colaborativos do registro audiovisual do show Evoluiu – como os duetos de Kevin com o cantor de forró Wesley Safadão (em Sentadão) e com a funkeira Pocah (em Resenha lá em casa) – serão lançados na sequência, indo até 2020, ano que deverá confirmar Kevin o Chris como um dos principais nomes do funk de 150 BPM. Tanto que a gravadora Som Livre prevê até a edição da gravação ao vivo do show Evoluiu no formato físico de DVD.