Menu do Oscar será principalmente vegano, mas com salmão e caviar

Menu do Oscar será principalmente vegano, mas com salmão e caviar

Cardápio do Oscar 2020 será 70% composto de produtos sem origem animal. Jantar terá 400 kg de chocolate.

'1917', 'O irlandês', 'História de um casamento', 'Parasita', 'Era uma vez em Hollywood', 'Ford vs Ferrari', 'Adoráveis mulheres', 'Coringa' e 'Jojo Rabbit' são os indicados a melhor filme no Oscar 2020 — Foto: Divulgação
'1917', 'O irlandês', 'História de um casamento', 'Parasita', 'Era uma vez em Hollywood', 'Ford vs Ferrari', 'Adoráveis mulheres', 'Coringa' e 'Jojo Rabbit' são os indicados a melhor filme no Oscar 2020 — Foto: Divulgação

O Oscar decidiu servir este ano um cardápio principalmente vegano, mas o chef Wolfgang Puck não deixará de incluir clássicos como caviar, carne wagyu e seus famosos sanduíches de salmão defumado na forma da cobiçada estatueta.

“Trabalhamos com todos os produtos porque, embora as pessoas gostem do vegano, a maioria come carne e peixe”, disse na semana passada Puck, que lidera há 26 anos uma das festas de maior prestígio em Hollywood.

A Academia de Cinema dos Estados Unidos decidiu que, durante a cerimônia de premiação no domingo, em 9 de fevereiro, o cardápio será 70% vegano.

Formado na cozinha tradicional da França, onde aprendeu em restaurantes de prestígio antes de emigrar para os Estados Unidos, Wolfgang Puck, de 70 anos, insiste que ele próprio não é vegetariano. Isso não o impede, porém, de apreciar a culinária de produtos vegetais.

“É divertido para nós também. Queremos que todos fiquem felizes e, finalmente, podemos fazer comida vegetariana que realmente seja gostosa sem tirar do cardápio a carne ou o peixe”, comentou.

À frente de um império gastronômico que inclui dezenas de restaurantes, de Beverly Hills a Singapura e Reino Unido, Puck já oferece em seus estabelecimentos “menus de degustação vegetarianos”.

Desta forma, garante que enfrentou poucos problemas para se adaptar à mudança de última hora decidida pela Academia.

“É fácil, porque temos todos os chefs dos nossos diferentes restaurantes para os quais eu posso ligar e perguntar: ‘O que você está fazendo de vegano?'”, afirmou.

Como resultado, o chef e seu exército de cozinheiros puderam adicionar 18 pratos vegetarianos ao menu que já havia sido preparado para o jantar de gala que servirá cerca de 1,5 mil convidados.

O tempurá de batata-doce com aioli de hortelã e coentro será servido ao lado do hambúrguer miniatura de wagyu, assinatura do chef Puck. E a torta de frango com trufa negra acompanhará pratos como tagine e cuscuz de legumes, ou a berinjela com molho Hunan em uma cama de arroz negro.

Na seção de doces, o chef francês Kamel Guechida não se intimidou ao deixar de lado a manteiga e os ovos.

“Todas as matérias-primas podem fazer sobremesas requintadas”, garantiu ele.

“Usamos muito leite de amêndoa e coco e superamos as dificuldades em encontrar substitutos” como o chocolate vegano Valrhona, que permitirá a produção das famosas estatuetas douradas que imitam o Oscar.

Cerca de 5 mil peças serão preparadas para a gala, o que representa cerca de 400 kg de chocolate.